Dicas de óleos para emagrecer

Óleo para emagrecer


Atualmente todo mundo parece correr atrás de uma fórmula que ajude a perder peso o mais rápido possível, de preferência sem a necessidade de empreender nenhum esforço (do tipo fazer dieta ou malhar) no meio do caminho.

O mercado fitness tenta corresponder a essa demanda tão grande por produtos que sejam equivalentes a um verdadeiro milagre, mas a verdade é que para perder peso nada melhor do que seguir a velha máxima de ingerir menos calorias do que gasta, ou seja, aderir a uma alimentação bem equilibrada, acompanhada de atividades físicas constantes.

Se a pessoa segue essa máxima, mas deseja potencializar os seus resultados aí vale a pena buscar produtos naturais que ofereçam uma ajuda a mais, mas não que solucionem a questão sem nenhum suor e sacrifício da outra parte. Os óleos para emagrecer são definitivamente opções bem viáveis nesse sentido, que tem conquistado cada vez mais e mais adeptos!

Você sabe quais óleos para emagrecer temos hoje no mercado? Sabe como eles funcionam e como devem ser ingeridos? Se não tem ideia, mas está interessado, tudo certo, aqui te daremos todas as dicas!

Quais óleos para emagrecer temos hoje à disposição?

Não são poucos os produtos naturais que prometem auxiliar na perda de peso, isso, é claro, se o usuário se dedicar a esse processo como deve, consumindo menos calorias e praticando bastante exercício físico, para queimar as sobressalentes.

Entre os mais populares temos os óleos para emagrecer. Para citar os mais famosos e ditos funcionais podemos apontar dois: o óleo de coco e o óleo de cártamo! O primeiro é mais um produto derivado incrível desse fruto tão maravilhoso que a Natureza nos dá em abundância, principalmente no Brasil. O segundo, por sua vez, é proeminente de uma planta asiática, que tem parentesco com o girassol.

Com o óleo de coco é possível emagrecer através de sua ação termogênica, já que ao ser consumido ele eleva a temperatura corporal, obrigando o metabolismo a acelerar para voltar ao equilíbrio. Metabolismo acelerado naturalmente queima mais calorias. Sua ação se dá principalmente na gordura localizada no abdômen.

Já o óleo de cártamo age a partir dos seus aminoácidos (linoleico ou oleico, também conhecidos como ômega 6 e ômega 9). Um abaixa os níveis de cortisol, que nos fazem acumular gordura, especialmente na barriga e o outro redireciona o consumo de energia do nosso corpo para a gordura de áreas como a do quadril, da cintura e novamente do abdômen.

Como consumi-los?

Como qualquer outro produto os óleos para emagrecer devem ser consumidos com parcimônia e cuidado, mesmo sendo naturais. Esse cuidado é muito importante, para não trazer prejuízos e efeitos contrários ao desejado para o organismo!

O óleo de coco deve ser consumido na quantidade de 3 a 4 colheres de sopa todos os dias. É possível utiliza-lo na preparação de diversas receitas, além de servir também para temperar a comida. Já o óleo de cártamo deve ser consumido em cápsula, preferencialmente, devendo ser tomada uma meia hora antes ou depois de cada refeição principal do dia!
Previous
Next Post »